{SCTwitterS..." /> Marquinhos e a conversa com Deus
  • VTEM Image Show

    A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação
  • VTEM Image Show

    Bem vindo ao maravilhoso mundo do livro espírita
  • VTEM Image Show

    A maior caridade que podemos fazer pela Doutrina Espírita é a sua divulgação - Emmanuel
  • VTEM Image Show

    O Livro dos Espíritos é a pedra basilar do Espiritismo
  • VTEM Image Show

    O livro espírita emancipa a alma nos fundamentos da vida
  • VTEM Image Show

    "Quem se ilumina, recebe a responsabilidade de preservar a luz." (André Luiz)

Marquinhos e a conversa com Deus



Autor: Wellington Balbo

Marquinhos na inocência de seus 6 anos observava todos os dias na hora de dormir a mãe proferir sentida prece de gratidão ao Criador da vida. Curioso, resolveu indagar:

- Mamãe, por que todos os dias a senhora antes de dormir fecha os olhos e fica quieta por alguns minutos?

- É que estou conversando com Deus, meu filho.

- E ele consegue te ouvir, mamãe?

 

- Ah, sem dúvida, Marquinhos. Deus sempre ouve as nossas preces, ele é nosso Pai amoroso, o nosso Criador.

- Mas, mamãe, - indagou Marquinhos – eu não vejo Deus. Será mesmo que ele ouve?

A mãe riu da inocência do pequeno e tornou:

- Nós não vemos Deus, meu filho, mas ele nos vê.

- Não entendi nada – respondeu Marquinhos.

- Ele nos vê, pois somos suas criaturas e ele está sempre conosco, nos acompanhando.

- Nossa, mamãe, então Deus é muito poderoso!

- Sim, meu filho. Deus tudo pode, pois como lhe disse Ele foi o construtor de todo o universo.

- Então eu posso conversar com ele também?

- Mas é claro, meu filho! Qual o filho que não pode conversar com seu pai?

Ainda intrigado, Marquinhos questionou:

- Mesmo que eu esteja bem longe daqui, na casa do meu amigo Renatinho eu posso conversar com Deus?

A mãe riu da ingenuidade do filho.

- Pode sim, meu filho. Mesmo que estiver bem longe, na casa do Renatinho você poderá conversar com Deus!

- E como saberei que Ele me ouviu, mamãe?

- Pelo sentimento de paz que invadirá o seu coraçãozinho quando conversar com ELE. Você sentirá uma sensação tão gostosa que saberá na hora exata que Deus ouviu sua conversa.

- Sensação muito gostosa como se eu estivesse comendo uma barra de chocolate?

- Ah, Marquinhos, muito melhor do que isso. Mas, preste bem atenção: para que Deus lhe ouça é preciso abrir todo o seu coração, falar do fundo da sua alma com ELE, meu filho. Pois o que faz a conversa com Deus funcionar é o nosso sentimento. Entendeu?

- Entendi sim, mamãe. Todos os dias farei como a senhora e conversarei com Deus! Quero contar-lhe como fui na escola, o que jantei e pedir algumas coisas também.

- Sim, Marquinhos, mas não se esqueça de agradecer a Deus por tudo que ele já lhe deu. Disse à mãe, provocando ainda mais curiosidade no garoto.

- E Deus já me deu alguma coisa, mãe? Disso eu não lembro. Nunca conversei com ELE nem pedi nada...

- Deus lhe deu a vida, meu filho. Deus lhe deu a oportunidade de estar aqui comigo e seu pai, de sermos uma família. Isso não é bom?

- Sim, mamãe, claro que é.

- Pois então, Marquinhos, aduziu sua mãe, em suas conversas com Deus não se esqueça de agradecer, como toda criança bem educada.

E assim cresceu Marquinhos, conversando com Deus, contando-lhe suas dúvidas e incertezas, pedindo, mas, principalmente, agradecendo pelo Dom da Vida.

(Wellington Balbo é palestrante, articulista e escritor de vários livros. É autor de OLÍVIA E A SALADA DE FRUTAS, livro que fará parte do Clube do Livro Emmanuel no mês de dezembro)

Livro de Novembro 2017

Eu queria ser Allan Kardec

No século XIX, enquanto as jovens eram educadas para um bom casamento, Marie de Barrineau, nos seus 17 anos, via na educação uma ponte para a liberdade do espírito através do conhecimento. Mas o que fazer quando a paixão bate à porta da sua casa e nela se hospeda? A convite de Philippe de Barrineau, pai de Marie e entusiasta da nova fenomenologia espírita, o jovem médium Teofille hospeda-se em sua casa para descansar depois de uma temporada de apresentações em Paris.

 

 

Funcionamento

Para os associados do Clube do Livro são oferecidos 3 Planos de Assinatura.

O associado tem a opção de escolher se quer receber um ou dois livros por mês.

E além disso o pagamento de suas assinaturas pode ser feito através de depósito em conta-corrente ou com cartão de crédito pelo pagseguro.

Saiba mais acessando o link de FIQUE SÓCIO.

  

Clube do livro


Fique sócio do Clube do Livro Espírita e receba todo mês um livro espírita em sua casa.


Entre em contato conosco.